terça-feira, 3 de março de 2015

O BOM-DIA


O BOM-DIA


Meu rosto em teu olhar, o teu no meu reflete,
E veros corações descansam nos dois rostos;
Dois hemisférios: par que melhor se complete,
Onde, sem frio norte e sem sequer sóis-postos?
O que morre não foi igualmente mesclado;
Se é nosso amor o mesmo e formamos um par,
Nenhum pode morrer, se nenhum descuidar.
John Donne, excerto de “The Good-Morrow”
(Tradução de Renata Cordeiro)