sábado, 31 de outubro de 2009

AMORES IMPOSSÍVEIS





O que torna os amores impossíveis mais bonitos é justamente a impossibilidade. É esta que atrai. A dificuldade nos impulsiona, nos motiva, exatamente como o perigo, as pessoas gostam de se medir pelas dificuldades porque têm necessidade de provar que são mais fortes. Assim, quanto mais difícil, mais o amor parece ser maior, excepcional e único. E quem não quer viver algo grande, excepcional e único? Num amor impossível cabem todos os sonhos, todas as perfeições, o mínimo detalhe é idealizado. Pomos na cabeça que aquela pessoa é exatamente o que esperamos da vida, ainda que tudo pareça contra. Esse amor fica para sempre, mesmo se outros amores vêm e vão depois...e deixa aquela sensação de inacabado que nos persegue para sempre. Creio que no quebra-cabeças da vida é aquela pecinha que fica faltando para completar o todo e mesmo se as noventa e nove outras estão lá, é aquela que falta, só aquela que deixa a dorzinha estranha que não sabemos, mas que sentimos de forma tão nítida e clara. Acontece de um amor impossível tornar-se possível e isso quase sempre rouba a magia do sentimento; inconscientemente muitos sabem disso, o que leva algumas pessoas a preferirem viver um amor impossível, que dá satisfação, a um possível, que pode abrir os olhos para a realidade. Porque uma vez que o amor se torna possível, acaba a expectativa, acaba o sonho... e o homem foi feito para ter sonhos, para esperar por eles. O que explica o porquê de uma pessoa amar outra pela eternidade e nunca se declarar, e de certos amores virtuais preferirem continuar no virtual. Um amor impossível pode marcar uma pessoa mais do que toda uma vida vivida ao lado de outra e no Outono da vida, quando o passado se faz mais presente do que o próprio presente; é aquele amor que vai fazer brilharem os olhos e lembrar ao coração que ele ainda bate. O impossível é belo como o arco-íris, o horizonte, o céu, o infinito, que mantém acesa a chama no coração do homem e o faz sentir-se vivo. Existem amores que são impossíveis...mas nem por isso deixam de ser amores.




2 comentários:

Vivian disse...

...querida minha,
penso que não existe amor
impossível, e sim os equívocos
que nascem em momentos de carência,
é que nos fazem se agarrar em
qqr chance de ser feliz à dois.

isso não é amor.
é ilusão.
ilusão que mergulhamos para
fugir à realidade do momento
em que se vive.

amor de verdade segue os
comandos do coração, e este
não erra.

tudo que não se completa
a partir daí,
não pode ser chamado de amor,
e sim de paixão,
e paixão cega qqr razão.

enfim
o amor sempre é possível,
desde que saibamos separá-lo
das tramas que a vida tem.

beijos possíveis,procê!

rsrsrs

Bandys disse...

Renata,
Como sempre tudo muito lindo por aqui.
Amei as imagens!
Amores impossíves acho que vem pra nos mostrar que amor é amor em qualquer lugar.

Um ótimo final de semana pra voce. A rosa vermelha esta maravilhosa.

Beijos meus