segunda-feira, 30 de novembro de 2009

AR DE NOTURNO


AR DE NOTURNO
Federico G. Lorca


Tenho muito medo

das folhas mortas,

medo dos prados

cheios de orvalho.

eu vou dormir;

se não me despertas,

deixarei a teu lado meu coração frio.

O que é isso que soa

bem longe?

Amor. O vento nas vidraças,

amor meu!

Pus em ti colares

com gemas de aurora.

Por que me abandonas

neste caminho?

Se vais muito longe,

meu pássaro chora

e a verde vinha

não dará seu vinho.

O que é isso que soa

bem longe?

Amor. O vento nas vidraças,

amor meu!

Nunca saberás,

esfinge de neve,

o muito que eu

haveria de te querer

essas madrugadas

quando chove

e no ramo seco

se desfaz o ninho.

O que é isso que soa

bem longe ?

Amor. O vento nas vidraças,

amor meu!

10 comentários:

Rafael Castellar das Neves disse...

Chega a ser doído... muito bem feito!!

Rafael

Daniel Costa disse...

Renata

A tua versatilidade de vaguear pelo mundo da poesia é um facto. Outro é a sensilidade optativa. Frederico Garcia Lorca, é bem um poeta a ler e entender, situando-o num tempo conturdado que a sua poesia reflecte, mesmo a de caracter mais intimista.
Beijinhos,
Daniel

Marta disse...

O vento nas vidraças assusta....
Porque a mensagem nem sempre é fácil de aceitar...
Uma boa escolha....Gostei muito, Rê.
Beijos e abraços
Marta

Everson Russo disse...

Como sempre minha linda, um poema intenso por aqui, mas senti nesse uma pontinha de tristeza tambem, mas vamos vivendo e sobrevivendo, espero que esteja tudo bem contigo...beijos carinhosos e um lindo dia cheio de sorrisos pra ti.

Franzé Oliveira disse...

Bom dia fadinha
Sabe que lembrei de sua voz?
Saudade, viu?

Bjos com carinho

Carlos Albuquerque disse...

Feliz encontro este, no seu blog, com Garcia Lorca!
Sempre admirei a irreverência do Homem e o génio do poeta, que uma guerra fraticida ceifaram.
Beijos

Vivian disse...

...poema sentido,
com a marca inconfundível
de um poeta irreverente.

boungiorno, amore!

rosa-branca disse...

Olá amiga, passei para agradecer as visitas e comentários. Lindo poema bastante sentido. Beijos e uma boa semana.

Luciana disse...

Oi Rê

Tudo bem contigo?

Obrigada pelo lindo poema no blog.


Linda postagem amiga

Fica na paz

Bjs

Graça disse...

Adoro o Poeta, amei o poema.

Beijo de carinho, minha querida amiga.

Sempre tão de acordo com as suas escolhas! Se eu não fosse morena, diria que éramos almas gémeas no sentir poético.