quinta-feira, 5 de novembro de 2009

VOA VOA ATÉ O CÉU


VOA VOA ATÉ O CÉU
Voa voa até o céu que esse vôo te seja o alívio

que todas as tuas dores cessem

Volteia como a gaivota no alto que ela te dê

as chaves da felicidade

E acabem os teus sofrimentos vai até os anjinhos

 que te guiarão

por meio das chaves dos sonhos

Percebe quando eu te der a entender daqui de baixo

que não te esqueço

Eu te amo

E te espero



5 comentários:

Franzé Oliveira disse...

O meu sorriso, faz tempo que não tenho um assim. HOJE Ele esconde palavras que me sufocam. Quem sabe uma fada não possa me ajudar? Brigado por sua visita, viu? As espero com ansiedade.

Bjos com ternura e tenha uma ótima tarde.

Ps. Essa música é a cara de minha filha Lara.

Luciana disse...

Ótimo texto amiga, tudo bem contigo?

Bjs

Vivian disse...

...as gaivotas brincando sobre
o mar sempre exercem em mim
um fascínio e uma sensação
de que dádiva seria ter asas
para voar, sobrevoar céus e
mares sem medo de ser feliz!

sempre que estou envolta
em conflitos, olho por sobre
o mar, e transporto-me em
alma leve que tudo pode.


beijos moça!

Daniel Costa disse...

Renata

O poema pode servir de guia no voo até ao céu, uma interessante opção. Um poema de esperança, aquela que sempre nos deve nortear todo o mundo, achei realmente bela a imagem escrita.
Beijos,
Daniel

Everson Russo disse...

Bom dia minha doce menina, seria uma delicia nessas loucuras que a vida nos traz, podermos nos atirar no ar e voar, voar, voar sem parar, sem rumo, sem chão, sem vontade de chegar, só procurando um horizonte onde nos faça sonhar e sonhar mais....beijos e um lindo final de semana pra ti...