quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

E, DE REPENTE, TOMEI-TE NOS BRAÇOS




E, DE REPENTE, TOMEI-TE NOS BRAÇOS


(Era Música! J. G. de Araújo Jorge)






E então soprou um vento de ternura intensa.

E as nuvens se dispersaram e eu vi que meu coração emergia

como um alto cume de montanha, dourado de sol,

musicado de pássaros e éguas.



Olhava teus olhos, tuas mãos, teus cabelos, teu corpo...

Teu corpo era como um caminho sinuoso por onde saí

desesperado a procurar-te.



E, de repente, tomei-te nos braços,

afaguei-te a cintura,

recolhi-te ao meu peito.



Teu coração inquieto pulsava

mais que o córrego das montanhas

batia asas de pássaro encandeado.



E de repente saímos livres e felizes, como simples

animais de Deus

com a direção dos ventos.



Faminto, colhi-te como um fruto!

Sedento, bebi-te como a água!

Marquei meus dentes em tua carne

e escorreste pela minha boca,

pelo meu pescoço,

pelo meu peito.



Meus braços foram tuas formas. Minhas mãos te conheceram.

Desmanchei-te os cabelos, e me perdi.

Nossas bocas se uniram, e se esqueceram.



Tatearam meus lábios escalando cumes,

devassando vales.



E fiquei em ti, vivo e silencioso,

como o sangue nas veias,

como a seiva na raiz.



E desci sobre ti e me entranhei,

como a chuva descendo

e molhando.



E quando falamos: Era música!






20 comentários:

Luciana disse...

Oi Rê

Tudo bem contigo?

Estou melhor tomando medicamento pra dormir.

Sobre a postagem bela como sempre e as imagens são de um gosto muito particular, gosto da Tina Turner acho ela um exemplo de mulher parabéns pela postagem.

Fica na paz

Bjs

Layara disse...

...Olá menina Linda desse Recanto de imagens Lindas!

não consigo ler teu post, está sem letras, rsssss... juro ja atuazilizei, exclui os biscoitos etc. depois leio.

Beijos de Luz!

Marta disse...

Com a música encanta-se a alma....
Sopra-se o desejo no coração....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

Vivian disse...

...e não é o amor
acórdes de ninar
corações?

boa tarde, lindeza!

beijo grande!

MR disse...

Que lindo esse piano. Adorei. Estilo George Winston. É ele?
Bjs

Luis F disse...

Um lindo poema... parabens

Gostei muito de aqui ter regressado.

Bjs
Luis

Sonhadora disse...

Renata
poema sensual e maravilhoso.

E de repente saímos livres e felizes, como simples
animais de Deus
com a direção dos ventos.

Beijinhos
Sonhadora

Daniel Costa disse...

Renata

A música ganha muito tendo um bom poema de suporte, como o presente.
Como sempre, eis a tua boa selecção.
Beijos
Daniel

prosasdeoutono disse...

Olá Rê, como vais?

Poema marcadamente de desejo, de paixão, de muito querer.

Como se todos os movimentos entre dois corpos fossem dois intrumentos de música, que tocando, se ouvia uma bela melodia...

Beijinhos
Alex

Franzé Oliveira disse...

Estive aqui, viu?
Só correndo....

Bjos fadinha.

MR disse...

Ei Renata

Comentei algo noutro blog, sobre perdão, depois vi que meu comentário parecia cópia do seu...

Tentei te mandar msg no Yahoo seu, nao funcionou... se tivesse seu email

Jacque disse...

Obrigada pela visita Renata. Você é sempre bem-vinda em meus Blogs, com suas palavras delicadas, amiga.

Beijo.

Jacque

Val Du disse...

Oi, Renata.

Momentos envolventes... muito bom.

Um beijo.

Olhos de mel disse...

Minha amiga linda; amar é sempre uma bela musica, que sopra lentamente, nos ouvidos dos apaixonados.
Beijos

Blue disse...

Amor como acordes de música.......

Beijos

ONG ALERTA disse...

Ter em nossos braços as pessoas que amamos é maravilhoso, então curta muito cada momento mágico da vida e muita paz.

HSLO disse...

Amei essa música da Tina...boa escolha Renata.



abraços


Hugo

Graça disse...

Era música, na sinfonia dos corpos :).

Gostei.

Um beijo de boa noite, querida Renata.

Everson Russo disse...

Um poema que é aconchego, carinho, daquele que a gente só pensa em ficar eternamente feliz nos braços do amor...beijos minha linda menina e um final de semana cheio de amor pra ti.

Mågø Mër£Îm disse...

Vim agradecer pelo recado deixado no meu texto lá no Esconderijo da Bandys, e me deparo com um dos meus preferidos... J.G. de Araújo Jorge...rs

É sempre uma deliciosa surpresa vir aqui ler... e me deixou feliz pelas palavras comentadas lá na Bandys...

Beijo