segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O QUE O VENTO NÃO LEVOU




O QUE O VENTO NÃO LEVOU

Mário Quintana



No fim tu hás de ver que as



coisas mais leves



são as únicas que o vento não conseguiu levar:



um carinho no momento preciso



o folhear de um livro,



o cheiro que tinha um dia o próprio vento...



28 comentários:

Desnuda disse...

Amiga, a beleza e sabedoria de Quintana... Sempre uma excelente escolha! Amei o poema e o video. Obrigada, amiga.

Beijos e meu carinho.

Marcos Andrade disse...

Passar aqui, ler o seu blog, sentir vc, me faz perceber como a vida pode ser suave e bela - assim como o poema do Quintana.

Estou descobrindo uma nova alegria na vida?

Xanele disse...

Simplesmente lindo...
bjsss Amore

Xan

MR disse...

Não saberia mesmo como seria bonito o mundo sem você.
Isso porque nunca te vi pessoalmente.

Elzenir disse...

Renatinha, lindo poema!!!Há coisas que o vento e nem o tempo conseguem levar. Bjs

Graça disse...

Querida amiga!!!

Que lindo vídeo, amei...

Grata pela amizade, você está no meu coração e nas minhas preces!!!

Bjssssss

Triste Flor disse...

Que lindo, tudo por aqui, adorei...bjus

Hod disse...

Quando se trata do Menino Poeta pouco tem-se dizer.
Sua " Quinanares" Ninam e encantam. Talvez pela simplicidade e naturalidade de como foi escrito.

excelente eleger este poema para compartilhar conosco.
O Videio é outro capítulo a parte.

Querida amiga Rê forte abraço e muits bençãos.

Tb muito contente por sua visita e as gentis palavras em poemas.

Daniel Costa disse...

Renata

A verdade num belíssimo poema de Mário Quintana, acentuado com um teu new look. Quer dizer o teu irriquietismo mental!
Beijos
Daniel

Everson Russo disse...

Não leva o amor que a gente tem guardado no peito,,,um beijo moça bonita,,,um dia lindo pra ti.

Olavo disse...

È Quintana para mim é o cara rs
Beijão moça

Jaime Piedade Valente disse...

O meu sentimento é cinza
Da minha imaginação,
E eu deixo cair a cinza
No cinzeiro da Razão.

Fernando Pessoa, Quadras

Prof. Sergio Ricardo disse...

Somando tudo isso podemos constatar que a felicidade está nas pequenas coisas,pequenos detalhes e até mesmo naquilo que não vemos. Quem vive com intensidade, preciosidade e determinação consegue discernir tudo isso. Abraço e obrigado pelo poema e convite.

Amanda Goulart: Jornalismo em tempo real disse...

Prometi que te faria um poema....
Está postado no meu blog.
" Amores amigas,
amores almas amantes.
Muitos mais que um simples toque
é sua presença em mim.
Mais forte que um sorriso,
mais forte que um abraço ou uma distância...
É maior do que qualquer palavra.
Basta apenas um olhar e tudo se torna compreensível.
Não há no universo nenhuma língua, gesto ou ato
que resuma o meu sentimento.
Olho no espelho e vejo teus olhos quando me encontro na escuridão.
A peneira da vida passa. Os corações pequenos caem, mas os grandes permanecem.
Não há nada entre nós, apenas amor.
Sentimento, coração, mãos, verdade, ouvidos, lágrimas e ausência...
Ausência de explicação."

A.S. disse...

Querida... o vento, por mais forte que seja, nada pode contra as emoções! Essas, levitam no coração e na alma!


Beijos
AL

Garota Karioka disse...

O vento leva muitas coisas, mas jamais levará os sentimentos mais profundos.
Adoro suas visitinhas lá no meu cantinho.
Boa terça!
Beijos, beijos!

Emerson Souza disse...

Perfeito.
adorei o poema.
Bjus.

Bandys disse...

Rê,
Lindo demais!

A amizade é um amor que nunca morre.(Mário Quintana)

O vento não leva amizades sinceras!
O vento não leva momentos que estão guardados dentro do peito.

Hoje quem ta rindo muito aqui sou eu.rsssss
(mando email depois)

Beijos e um dia cheio de alegrias!

Tatiana disse...

Grande Quintana...e Grande Rê...bela postagem!
*
Hoje comemorando o aniversário do blog de um amigo, estou fazendo parte da blogagem coletiva proposta por ele.

Por isso contei em meu blog uma história que marcou a minha vida.

Quando puder passe para ler,deixar a suas palavras e quem sabe participar também!

Um beijo carinhoso

Amanda Goulart: Jornalismo em tempo real disse...

Passei a te amar mais ainda depois de ler o blog.
Pessoas como vc estão em extinção!
Vc é mt linda!
Q bom q te conheci!
Bjosooooossss

Vivian disse...

...bom dia, querida linda.

Quintana e você, só poderia
restar neste maravilhoso post!

beijos, bunita!

Helena Rocha disse...

esse é o Quintana ki conhçu, simples menti mara rssr... adoro
vc sempre colokando os melhores aki né sua danada rsrsr....

agora sobre seu comentis lá no meu bloguitu, migahhh é somos parecidas rssr... traicao naum dá naum rola mesmu o fika cmg ou sem mim simples assim rsrsr.. sem rodeios.
como diz o ditadu né migah kem mt ker fika sem nada rssr....


te adooooooooooooooooooooro cada dia +++ e ++++++

bjússsssssssssssss millllllllllllll

Lena

Sonhadoremfulltime disse...

Boas,
gostei do espaço, da música e principalmente do nome.

João Cordeiro

pqueirozribeiro disse...

Muito bom! Belos textos, belas fotos, sensibilidade pura!

Sandokan disse...

Às vezes é preciso abanar a árvore da existência para caírem as folhas velhas. Talvez seja por isso que eu não quero saber quem pintou o céu de azul, mas eu quero é o resto da tinta, porque nós podemos matar o tempo, mas é sempre ele que nos enterra.
Gostei muito de vir aqui visitar o teu belo espaço. No carácter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude. O destino une e separa pessoas. Mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas, que por algum motivo um dia nos fizeram feliz!
Nunca desistas dos teus sonhos… e nunca os deixes para trás. Encontra-os, torna-os próprios e durante toda a tua vida tem muito carinho por eles e nunca os deixes partir. Necessitas de muita dedicação para realizares os teus sonhos, porque eles não se realizam por magia dado que a magia é pura ilusão – o alimento dos perdedores - que nunca te vai tirar do lugar onde te encontras.
BOA SEMANA!

Thomas Albuquerque disse...

Quintana é um menino fantástico.Às vezes brinco que ele é meu avô...rsrs

Sobre meu post, aquele poema é antiguinho já. Fiz ele há um bom tempo...

Falar de São Paulo é sempre bom,pois remete-nos uma felicidade ernorme falar do nosso canto, da nossa terra,do nosso lar.Ainda penso em fazer mais poemas sobre a Paulicéia,que não é só uma cidade, é um universo.

Beeijos Renata...obrigado pela visita e pelo poema.

poetaeusou . . . disse...

*
simplesmente
Mario Quintana
e
a tua escolha !
,
gostei,
,
conchinhas, ficam,
,
*

Graça disse...

Voltei meu pensamento para ti, e vim te dar um forte abraço de Paz, minha querida amiga!

Que Deus abençoe você completamente!!!

Um beijo.