terça-feira, 16 de março de 2010

SONETO DE HOJE







SONETO DE HOJE
Roses Pictures, Images and Photos

Impossível de ti ter dependência
Se nós somos um quando misturados
Se assim o dizes é sem sapiência.
Choras, porque te arrasta o teu passado.
Pensas em mim, apelos de carência
Da alma e do corpo sempre fatigados
Que parecem votados à querência
Pois um pedaço sente-se condenado.
O inferno, somos nós quem o criamos
Meu amor, ele está na Terra, aqui,
Se quisermos, meu bem, dele escapamos
Passou o que viveste, o que vivi
Ao diabo a dor! Que nunca mais soframos!
Nunca mais sem mim, nunca mais sem ti.
Renata Cordeiro
Orkutei.com.br

23 comentários:

Daniel Costa disse...

Renata

Um lindo soneto, nada menos belas as ilustrações. A tua sensilidade sempre a marcar, ou não fosses tu.
Beijos
Daniel

Valter Montani disse...

Very good Renatinha!lindas palavras, tenha um bom dia!

As mulheres são donas da magia,
detentoras do milenar conhecimento
transcendem na realidade ou fantasia
senhoras da luz e encantamento!


Valter Montani

Andresa disse...

Bom dia querida amiga,
Belissimo soneto
Hoje devemos sim optar por não sofrer , e não viver sem a pessoa que amamos.

Beijos
Andresa

Ju Fuzetto disse...

Lindo, Lindo Renatinha!!!


Adorei flor!!

E a canção traz uma certa paz!!!

Tenha um bom dia!!
te adoro

beijossssssssssssss

Everson Russo disse...

Sempre um amor profundo, verdadeiro, envolvente e procurando paz...beijos menina e um dia lindo pra ti.

Por toda minha Vida disse...

Renata.

Aplausos, lindo soneto, tenha uma ótima semana.

Beijo

Renata

José disse...

Olá querida Rê,

"O inferno somos nós que criamos"
quando não há amor no peito
por isso estamos como estamos
num mundo assim deste jeito

Obrigada pelos teus poemas
que deixas no meu cantinho
eles aliviam minha penas
e sinto-me menos sozinho

espero que estejas melhor de saúde
falas-me às vezes na sob-vida
fica bem,
um beijinho,
José.

Franzé Oliveira disse...

Me ausentarei por uns dias, minha Fada. Sentirei saudades. Beijos no coração. (Te adoro).

Delirius disse...

Teu soneto é belissimo, Rê!
BELISSIMO!!!!

E as imagens lindissimas!
O amor sempre vence, não é querida?

Beijos Rê
Tenha dia muito feliz

Luis F disse...

Nas asas do vento, trouxe-te um poema:

"As palavras
São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas...."
Eugénio de Andrade

Adorei visitar-te e de ler as tuas belas palavras. Parabéns pelos momentos que aqui partilhas
Bj
Luis

Vivian disse...

...boa tarde, dona flor!

que lindo soneto, com a
marca da sensibilidade
e do amor porque sim...

bjbj

JS TREINAMENTOS VAREJO disse...

Como sempre muito bonito...

Tenha um dia muitíssimo feliz!

Pérola disse...

Lindo!!!
Soneto sensível amiga.
Qual comentário sumiu?
É o da sétima arte?
Se for,eu vou lá depois ok.
Beijos.
Te amo.

mixtu disse...

o inferno
o céu

desejos

caminhos

...

sentires

abrazo serrano

Amapola disse...

Boa tarde, princesa poeta.

Que show!

Quero lhe agradecer pelo selo, mas como eu não sei leva-lo, vou esperar que meu filho faça isso pra mim.

Um grande abraço.

Marcelo Novais disse...

Soneto LINDO!

Jortas disse...

Adorei o soneto.
Adorei: "Ao diabo a dor!"
Assim é que eu gosto de olhar o horizonte, e banhar-me no azul do desejo.
Parabéns Renata.

prosasdeoutono disse...

Querida Renata,

LINDO...SIMPLESMENTE, LINDO.....

Beijos
Alex

Jacque disse...

Muito Lindo amiga. Seu Poema e as imagens. Queria saber fazer as imagens brilhar, vc me ensina ?
Renata, o vídeo que ninguém conseguiu abrir rs... porque eu fiz uma coisa errada no You Tube, agora está abrindo. Tive que postar denovo, por isso ficu sem seu comentário, que pra mim, foi uma pena.

Beijo

Jacque

AFRICA EM POESIA disse...

RENATA
Com um beijinho

TEMPO


Este é o tempo...
Que foge...
Que escorrega...
Que voa...
Que teima...
Em não estar...
Mas que nós...
Teimosamente...
Agarramos com força...
E não deixamos fugir...
Quando ele escapa...
Voltamos a correr...
E a segurá-lo com força!...
De forma que ele
Venha para ficar...

LILI LARANJO

xistosa - (josé torres) disse...

Que tangível sufoco!!!
"O inferno somos nós que o criamos"
acrescento ... e o alimentamos.

Já agora, depois de ler o comentário no Poema que o Daniel Costa fez, deixo aqui uma piada,
"Amante é aquilo que sobra do marido depois de este sair".

Uma boa semana.

Moni disse...

Ola to passando aqui pra ti convidar a participar de um sorteio no meu blog.
Devido uma aposta que o Franzé perdeu vamos fazer um sorteio,da uma olhada nos detalhes la, adoraria que você participasse.

bjos
Espero sua visita
=]

Felina Mulher disse...

Belo soneto e adorei as imagens escolhidas.
E como estás?

Um beijo cheio de ternura Loirinha.