segunda-feira, 24 de maio de 2010

ELEVEN´S TRAIN*************************************






ELEVEN´S TRAIN*********************


Adoniran Barbosa/Tangos & tragédias


Não posso ficar

Nem mais um minuto com você

Sinto muito amor

Mas não pode ser.

Moro em Jaçanã,

Se eu perder esse trem,

Que sai agora às onze horas,

Só amanhã de manhã.


E além disso mulher,

Tem outra coisa,

Minha mãe não dorme,

Enquanto eu não chegar.

Sou filho único,

Tenho minha casa pra olhar.

Quais, quais, quais, quais, quais, quais,

Quaiscalingudum

Quaiscalingudum

Quaiscalingudum



Quais, quais, quais, quais, quais, quais,

Quaiscalingudum

Quaiscalingudum

Quaiscalingudum







domingo, 23 de maio de 2010

O BEIJO DA PAZ****************************************





O BEIJO DA PAZ*************************


Hildegard von Bingen (1098-1179), Alemanha

O Amor se espalha em tudo
Desde as gloriosas profundezas do oceano
Até para-além da estrela mais distante.
Generoso, o Amor de tudo que é criado,
Ao mais Alto soberano,
deu o Beijo da Paz.



@ Trad. pela Renata Cordeiro







quinta-feira, 20 de maio de 2010

O TEU RISO, LIBERDADE*******************************



O TEU RISO, LIBERDADE************************

MUITO OBRIGADA A TODOS*******************




Pablo Neruda








Tira-me o pão, se quiseres,

tira-me o ar, mas não

me tires o teu riso.



Não me tires a rosa,

a lança que desfolhas,

a água que de súbito

brota da tua alegria,

a repentina onda

de prata que em ti nasce.



A minha luta é dura e regresso

com os olhos cansados

às vezes por ver

que a terra não muda,

mas ao entrar teu riso

sobe ao céu a procurar-me

e abre-me todas

as portas da vida.



Meu amor, nos momentos

mais escuros solta

o teu riso e se de súbito

vires que o meu sangue mancha

as pedras da rua,

ri, porque o teu riso

será para as minhas mãos

como uma espada fresca.



À beira do mar, no outono,

teu riso deve erguer

sua cascata de espuma,

e na primavera, amor,

quero teu riso como

a flor que esperava,

a flor azul, a rosa

da minha pátria sonora.



Ri-te da noite,

do dia, da lua,

ri-te das ruas

tortas da ilha,

ri-te deste grosseiro

rapaz que te ama,

mas quando abro

os olhos e os fecho,

quando meus passos vão,

quando voltam meus passos,

nega-me o pão, o ar,

a luz, a primavera,

mas nunca o teu riso,

porque então morreria.





Belas Mulheres




quarta-feira, 19 de maio de 2010

IMENSO AMOR + AVISO AOS AMIGOS JÁ RECEBI A RESPOSTA, POSITIVA* VENHAM ANDAR COMIGO*********************

  IMENSO AMOR + AVISO AOS AMIGOS: JÁ RECEBI A RESPOSTA, POSITIVA* VENHAM ANDAR COMIGO****************
 
E A RESPOSTA É A DE QUE  O BLOG ERA *SPAM*, DE TANTO QUE PROCURO ALGO PARA PUBLICAR. TUDO RESOLVIDO. MANDEI MAIL PARA  OS AMIGOS. DENTRO DE 2 DIAS, NOVA POSTAGEM. POSSO MODERAR E COMENTAR. AH, ESTOU RETIRANDO ALGUNS POSTS, PARA O RASCUNHO. CONTO COM A COMPREENSÃO DE VOCÊS.

BONS DIAS*


IMENSO AMOR*

Machado de Carlos

Bebo do cálice do teu amor...
Em ti encontro o refúgio, amada lua.
Ignóbil eu sou, e, vejo-te toda nua...
E no sábado, vislumbro o teu amor.


Oferto-te um título com amor...
Nos minutos a ilusão flutua,
Teus pés audíveis enfeitam a rua,
Busco nos céus o nectário do amor.


No teu rosto há o eflúvio que perfuma,
Conto pétalas d´ouro, uma a uma...
Tua expressão soa como um hino!...


Tímido...beijo os teus cabelos, meu astro!
Tenho o teu cheiro... teu canto... teu rastro...
Eterno será teu corpo divino!...

Belas Mulheres

@Publicado no Recanto das Letras





sexta-feira, 14 de maio de 2010

MEUS COMPANHEIROS AMADOS, NÃO VOS ESPERO NEM CHAMO**********



MEUS COMPANHEIROS AMADOS, NÃO VOS ESPERO NEM CHAMO***********

Cecília Meireles

Meus companheiros amados,

não vos espero nem chamo:
porque vou para outros lados.
Mas é certo que vos amo.

Nem sempre os que estão mais perto
fazem melhor companhia.
Mesmo com sol encoberto,
todos sabem quando é dia.

Pelo vosso campo imenso,
vou cortando meus atalhos.
Por vosso amor é que penso
e me dou tantos trabalhos.

Não condeneis, por enquanto,
minha rebelde maneira.
Para libertar-me tanto,
fico vossa prisioneira.

Por mais que longe pareça,
ides na minha lembrança,
ides na minha cabeça,
valeis a minha Esperança.
Люди