sexta-feira, 30 de julho de 2010

VIVO***************


VIVO*************** 

Vivo
no mundo da lua...
não uso escudos
pra me proteger,
estou sempre
com o coração aberto
para que ele vivencie
o amor,
mesmo que às vezes
possa sofrer...

Vivo
no mundo da lua...
porque ainda existe em mim
a pureza de uma criança
que acredita em sonhos
e espera que um dia
estes mesmos sonhos
em doce realidade,
possam se converter...


Regina Azenha

quarta-feira, 28 de julho de 2010

A VIDA ENSINA, E COMO******************




A VIDA ENSINA, E COMO******************



Se você pensa que sabe; que a vida lhe mostre o quanto não sabe.
Se você é muito simpático mas leva meia hora para concluir seu pensamento; que a vida lhe ensine que explica melhor o seu problema, aquele que começa pelo fim.
Se você faz exames demais; que a vida lhe ensine que doença é como esposa ciumenta: se procurar demais, acaba achando. Se você pensa que os outros é que sempre são isso ou aquilo; que a vida lhe ensine a olhar mais para você mesmo.
Se você pensa que viver é horizontal, unitário, definido, monobloco; que a vida lhe ensine a aceitar o conflito como condição lúdica da existência.Tanto mais lúdica quanto mais complexa.
Tanto mais complexa quanto mais consciente.Tanto mais consciente quanto mais difícil.
Tanto mais difícil quanto mais grandiosa. Se você pensa que disponibilidade com paz não é felicidade; que a vida lhe ensine a aproveitar os raros momentos em que ela (a paz) surge.
Que a vida ensine a cada menino a seguir o cristal que leva dentro, sua bússola existencial não revelada, sua percepção não verbalizável das coisas, sua capacidade de prosseguir com o que lhe é peculiar e próprio, por mais que pareçam úteis e eficazes as coisas que a ele, no fundo, não soam como tais, embora façam aparente sentido e se apresentem tão sedutoras quanto enganosas. Que a vida nos ensine, a todos, a nunca dizer as verdades na hora da raiva.
Que desta aproveitemos apenas a forma direta e lúcida pela qual as verdades se nos revelam por seu intermédio; mas para dizê-las depois. Que a vida ensine que tão ou mais difícil do que ter razão, é saber tê-la. Que aquele garoto que não come, coma.
Que aquele que mata, não mate. Que aquela timidez do pobre passe.
Que a moça esforçada se forme. Que o jovem jovie.
Que o velho velhe. Que a moça moce. Que a luz luza. Que a paz paze.
Que o som soe. Que a mãe manhe. Que o pai paie. Que o sol sole. Que o filho filhe. Que a árvore arvore.
Que o ninho aninhe. Que o mar mare. Que a cor core. Que o abraço abrace. Que o perdão perdoe.
Que tudo vire verbo e verbe. Verde. Como a esperança. Pois, do jeito que o mundo vai, dá vontade de apagar e começar tudo de novo. A vida é substantiva, nós é que somos adjetivos.

Artur da Távola*
***
é pra quem aprecia, de novo, ou pra quem exspia.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

AFINIDADE*******************


AFINIDADE**************
Artur da Távola
Não é o mais brilhante,
Mas é o mais sutil,
Delicado e penetrante dos sentimentos.
Não importa o tempo, a ausência,
Os adiantamentos, a distância, as impossibilidades.
Quando há afinidade,
Qualquer reencontro retoma a relação,
O diálogo, a conversa,
O afeto, no exato ponto
De onde foi interrompido.
Afinidade é não haver
Tempo mediante a vida.
É a vitória do adivinhado sobre o real,
Do subjetivo sobre o objetivo,
Do permanente sobre o passageiro,
Do básico sobre o superficial.
Ter afinidade é muito raro,
Mas quando ela existe,
Não precisa de códigos
Verbais para se manifestar.
Ela existia antes do conhecimento,
Irradia durante e permanece depois que as
Pessoas deixam de estar juntas.
Afinidade é ficar longe,
Pensando parecido a
Respeito dos mesmos fatos que
Impressionam, comovem, sensibilizam.
Afinidade é receber o que vem
De dentro com uma aceitação
Anterior ao entendimento.
Afinidade é sentir com...
Nem sentir contra, sem sentir para...
Sentir com e não ter necessidade de
Explicação do que está sentindo.
É olhar e perceber.
Afinidade é um sentimento singular,
Discreto e independente.
Pode existir a quilômetros de distância,
Mas é adivinhado na maneira de falar,
De escrever,
De andar,
De respirar...
Afinidade é retomar a relação
No tempo em que parou.
Porque ele [tempo] e
Ela [separação] nunca existiu.
Foi apenas a oportunidade dada/tirada
Pelo tempo para que a maturação
Pudesse ocorrer, e que cada
Pessoa pudesse ser cada vez mais.

terça-feira, 13 de julho de 2010

ESTRELA*




ESTRELA*

Cá estou com Lesão por Esforço Repetitivo no corpo todo, porque sempre trabalhei muito, não só Pc, esta é a menor parte da minha Vida. A maior, foi fora, inclusive fora do país. Muitos livros tenho publicado, que não são melhor parte, esta guardo dentro de mim e a compartilho com algumas pessoas. Fotos do meu ente mais querido estiveram publicadas até bem pouco neste blog mesmo, alguns amigos e amigas as têm. Este poema me foi dedicado quando eu era considerada um *Estrela*, uma *Princesa*. Eu cresci, tenho quarenta e sete anos de idade, nasci a 22 de março de 1963. Enfim, me coroaram, de flores, a única coroa que me não pesa e que me cai bem. Bons dias a todos nós* Se não gostam de páginas pessoais, ignorem, mas não venham esxpiar...



À janela me debrucei

Olhei para o firmamento

Foi então que reparei

Na beleza do momento


Tanta estrela lá no alto

E uma se distinguia

E foi com um sobressalto

Que reparei no que via


Entre as demais escondida

Triste, assustada, ferida

Uma luzinha de prata


Rogava ajuda a estrela

Desejei estar ao pé dela

Pois eu vi nela a RENATA


Poema de António Pais

quinta-feira, 8 de julho de 2010

TOCAR COM O CORAÇÃO ++++ DO QUE PRECISO*


TOCAR COM O CORAÇÃO ++++ DO QUE PRECISO*

Agora eu poderia publicar sim; mas não posso. Não tenho condições para tanto. Não consigo ficar mais do que cinco minutos ao PC sem dores. Não são necessários medicamentos, apenas massagens, cuidados, mudar radicalmente de ambiente e pronto. E é isso. Assim que eu puder, republico. Não estou prendendo blog algum. Só fechei um deles, por motivos estritamente pessoais. Os demais estão abertos. Muito obrigada a todos.



Jamais se abstraia, olhando ao longe


e sendo displicente com quem está ao seu redor...


Muitas vezes o que almejamos está bem próximo de nossas mãos...


Tocamos, mas não nos sentimos tocados...


Porque não soubemos tocar com o coração!


Denise Flor

segunda-feira, 5 de julho de 2010

FLORES EM VOCÊ*




FLORES EM VOCÊ* 



De todo o meu passado
Boas e más recordações
Quero viver meu presente
E lembrar tudo depois...

Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada
Isso é o que me faz dizer...

Que vejo flores em você!...

De todo o meu passado
Boas e más recordações
Quero viver meu presente
E lembrar tudo depois...

Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada
Isso é o que me faz dizer...


Que vejo flores em você!
Que vejo flores em você!...
Free Image Hosting Sexy Pictures Funny Pics

Ira