quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O AMOR




*O amor não se percebe. Não é para se perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal*




Птицы

4 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá, Renata
...a voz do coração não aceita limites... amando imaginamos ter o outro para si; na ilusão os dois se amam.Meu exercício do amor é amar sem esperar absolutamente nada , nem de mim nem de ninguém! A vida fica mais leve assim! Pois, "a vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a Vida inteira, o amor não...." Miguel E. Cardoso "
Bela noite,beijos

Daniel Costa disse...

Querida amiga Renata, o amor pode ser uma ilusão sem explicação. Porém viver sem amor, é andar sempre em convulsão.
Abraços amiga.

Ah, escrevi comentário no Galeria. Se entrou ou não, depois dirás. Não achei o sistema bom-
Carinhosos beijos,

Alexandrino Sousa disse...

Querida Renata,

O Amor...é um estado de alma, é dor, é paixão, é permanente sobressalto, quantas vezes correndo em contra mão....

Beijinho
Alex

Blue disse...

O amor não se escreve. Sente-se. Vive-se!

Beijo