sábado, 22 de março de 2014

COM VERSOS DOCES, SONHO...




COM VERSOS DOCES, SONHO...

Com versos doces, sonho, e de íntimas ramagens,
Versos para roçar a alma, como as plumagens.

Versos fluidos, de tom loiro e enredo espalhado,
Quais ao vento, de Isolda, os cabelos dourados.

Versos serenos, não tramados, não cadentes,
Em que, qual remo, escorre a rima tão silente.

 Versos de antigo estofo, e de todo exaurido,
Como a nuvem e o som não podem ser sentidos.

 Versos do entardecer, de sons encantadores
No rito feminil das sílabas menores...

 Com versos doces, sonho, expirantes quais rosas.

Renata Cordeiro



 Presente da Estela Siqueira

7 comentários:

MARILENE disse...

E o novo ciclo se inicia com versos doces e delicados. Que o sonho a envolvê-los se derrame pelo ano inteiro. Felicidades!!!!! Bjs.

José María Souza Costa disse...

Olá, tudo bem ?

O pensamento é a morada da alma. Por isso, pensamos positivos. Não nos deixemos dispersar, pelas vias dos aborrecimentos.
Tenha um fim de semana agradável.
Um abraço.

Felisberto Junior disse...

Olá,Boa tarde, Renata
Feliz aniversário, parabéns.Seja muito feliz,sempre!
Parabéns, também, para a Estela pelos lindos versos e doce mimo para vc!
Obrigado pelo carinho, belo final de semana,beijos!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Obrigada, Felisberto, só que os versos são meus. O lindo mimo é que é da Estela.
Beijos*****

wcastanheira disse...

_Com versos doces, sonho, expirantes quais rosas...Uauau q inicio espetacular, q meio explendido e q final?bNoooossa delirou, viajou, transpirou inpiração e merece beijinhos e beijinhossssssssssssss

Blue disse...

Também por aqui quero deixar um beijo e desejar-te felicidades!

Beijos

Jorge disse...

Bom dia, menina simpática. Eu já vou ver a coisa, que é como quem diz o link.
Beijinhos e desculpe!
:))