terça-feira, 25 de março de 2014

DECLARAÇÃO



DECLARAÇÃO

Tenho por ti amor

Mas não te posso falar

Porque de mim te afastarias

Calos na alma de tanta dor?

O que é pior

O medo de sofrer ou não amar?

Se te entregasses, tu o saberias

Quem na vida não ama

Só passa por aqui, não deixa rastos

Mas o corpo sempre clama

Por carinhos, abraços

Ao menos por uma vez, tenta

Se não tentares, não saberás

O que eras, de novo, serás


No mar não haverá tormenta.

4 comentários:

São disse...

Depois de desilusões muito duras talvez a pessoa não consiga entregar-se, mesmo se o quiser...

Querida, bom resto de dia

wcastanheira disse...

__Tenho por ti amor

Mas não te posso falar

Porque de mim te afastarias...Uauau q lindo, q belo, não fosse trágico. As vezes o sentimento é bem assim, precisamos guardar, reter para um momento mais propício, mais conveniente, gostei, amei, babei, gosto de vc e dxo pra guria do tio, beijinhos e beijinhosssssssssssssss

Daniel Costa disse...

Verdade, sem experimentar e tentar jamais se saberá. Gostei do teor do poema.
Beijos

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,Renata
Bela declaração..
É verdade que o amor nos faz abdicar de muitas coisas só para vermos a pessoa de quem gostamos mais feliz. É verdade que, por amor, fazemos as maiores cedências. Mas nenhuma relação pode justificar a anulação da própria felicidade, por isso, a decisão do "Ao menos por uma vez, tenta" é obstado pela dúvida do " O que eras, de novo, serás".
Obrigado pelo carinho,bela semana, beijos!