sexta-feira, 14 de março de 2014

ETERNIDADE




ETERNIDADE

Meu amor, quanta ternura, quanta emoção


Que não têm explicação

Quero que nos deitemos na areia, num só abraço,

Que tuas mãos passeiem pelo meu corpo, pelo meu regaço,

Quero que o frescor do mar deixe nossos corpos fremindo

Quero ver o castanho dos olhos teus nos verdes meus se refletindo!

Quero que a tua mão entrelace a minha mão
 
Quero que os nossos corpos e almas entrem em conjunção


Quero que um ao outro nos pertençamos

Pois neste instante profundamente nos amamos

Quero que fiquemos juntos até o fim dos nossos dias
 
Porque fiel, tu sabes que eu sempre te seria


Durante todo o tempo da felicidade
 
Desse nosso grande amor, a eternidade.





4 comentários:

Jorge disse...

São assim os tramas dum amor profundo e redentor que acabou por nascer entre ambos almejando a sua eternidade.
Abraços

Alexandrino Sousa disse...


Olá Renata,

como se o amor fosse eterno... queremos, exigimos muito do amor e esquecemos que também aqui há um fim.. tudo tem um fim...

beijinho
Alex

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Alex:
A eternidade dura tanto quanto a felicidade no amor, um momento.
Beijos

Felisberto Junior disse...

Olá,Renata
... lindo esse amor...
...a eternidade de certos momentos do amor...O segredo para ser feliz é não deixarmos que o momento certo se perca em tantos “depois”
Obrigado pelo carinho, belo domingo, beijos!