quinta-feira, 27 de março de 2014

MARIA, POEMA DE DANIEL COSTA




MARIA


Maria nome de mulher
Da mitologia é esplendor
Agora uma deusa
Será deusa do amor
Belo coração
Ardente de calor
Reluzente de emoção
Acabando um lindo parceiro
Sofre Serena
Não aceita o primeiro
O coração palpita
Desejo de amor moderno
No etéreo eterno acredita
Sonha freme de amor
Chama de pura paixão
Aflora a fada madrinha
Mais a varinha de condão
Depois o Príncipe
Chegaria de balão
Que Maria de corpo belo
Sua mente não procura ilusão
Não é amor de um dia
É amor do coração
Promete amá-la até à eternidade
Com crescente paixão

Daniel Costa
 
 
Este poema me foi ofertado por Daniel Costa

http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com/
 
 
 

4 comentários:

Sherazade disse...

Bom dia amiga!
O poema é lindo demais! Nosso amigo Daniel é um amor de pessoa. Sempre nos brindando com seus carinhos. Adorei!
Eu passei uns 4 meses sem ir no blog. Muitas vezes precisamos sair de cena, e esperar o tempo.
Mas gostei muito do seu retorno.
Você ficou um tempo muito longo fora. Mas entendo que foi necessário.
Quero lhe convidar pra conhecer meu outro espaço, o Sherazade.
Beijos

wcastanheira disse...

__ Não é amor de um dia
É amor do coração
Promete amá-la até à eternidade
Com crescente paixão...Um mimo, uma delicia este conto quentinho, coladinho, gosto muito deste tipo de assunto, pois move minha alam e coração, pra vc amiga dxo beijinhos e beijinhossssssssssss

Daniel Costa disse...

Renata, queres? Se o poeta soubesses escrever sempre assim!
Gostaria sempre da sua poesia, como gosta deste poema.
Beijos

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,Renata
que lindo poema do amigo Daniel.
E, realmente, quando "não é amor de um dia, é amor do coração, será até à eternidade, sempre, com crescente paixão...Muito bom!Parabéns!
Obrigado pelo carinho, bela noite, belos dias, beijos!