domingo, 27 de abril de 2014

AMA-ME



AMA-ME

Ama-me,
Sem entremeios
Indecisões ou receios.
Traz-me flores,
Oferece-me estrelas,
Colhidas especialmente
Para mim.

Ama-me.
Fala-me do amor
E do paraíso.
Vem com beijos,
Vinho tinto
E luz de velas,
Se for preciso.

Ama-me.
Toma-me
Em teus braços.
Eu te juro
Que se tu me
chegares assim,
Não vou poder te resistir.

@ Renata Cordeiro

5 comentários:

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)

Blue disse...

E como posso resistir
ao ler isso aqui?
E nem precisa ser no paraíso
nem mesmo velas
e vinho tinto
Basta, te juro
te-la em meus braços!

Beijo

Daniel Costa disse...

Renata

Quem, no amor, resiste a uma aproximação?
Beijos de amizade

wcastanheira disse...

Uauau q linda coelhinha!! Q belo poema, dá-me uma vontadezinha de reescrever a quatro mãos, passar para o masculino, copiando sua genial criação, quem sb? Concorda, vamos ver como fica? Dxo pra amiguinha um xero e beijinhos e beijinhossssssss...

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Renata.. quando eu estiver com a minha amada vou amar ela em meio aos sonetos que farei para ela certamente.. lindos versos poetisa e um lindo dia até sempre