sexta-feira, 11 de abril de 2014

MALGRÉ TOUT...




MALGRÉ TOUT...

Sou transportada para um céu azul
Sempre que em ti me encontro!
Palavras doces e beijos ternos
Elevam-me ao céu do teu amor!
Momentos sublimes em que te amo
Incondicionalmente!
As tuas mãos percorrem o meu corpo
Numa suave carícia, como nuvem
Soprada por leve brisa!
Respiro na tua boca o perfume de mil flores
Que me inebriam os sentidos!
O toque delicado e sensual da tua língua
São como penas de asas angelicais!
Os murmúrios e gemidos são como
Harpas e músicas celestiais!
No momento supremo do clímax,
Trombetas anunciam a nossa paixão.


3 comentários:

Jorge disse...

Espectacular!
Beijinhos, lindona!
:)))

Daniel Costa disse...

Querida Renata

Apesar de tudo, o poema é magistral. Quando trombetas anunciam a paixão. Depois da elevação ao céu do amor.

Beijos

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Renata

Um poema cheio de sensualidade e paixão. Adorei como sempre ler-te.


Deixo um beijinho com carinho e desejo um bom fim de semana.
Sonhadora