quinta-feira, 17 de abril de 2014

MINHA OBRA DE ARTE, MINHA ESCULTURA E MINHA PAZ, POEMA QUE EVERSON RUSSO ME OFERECEU





MINHA OBRA DE ARTE, MINHA ESCULTURA E MINHA PAZ

Olhar seus passos leves que sutilmente tocam o chão

Levando-a ao infinito de sonhos carinho e paixão

Apreciar o seu sorriso alegria de viver

Obra de arte mais linda

Mãos do Criador desenharam você

Desfila linda pelo sereno

Para você o mundo é tão pequeno

No banho despida com o corpo molhado de desejo

Poesia nenhuma conseguiria descrever seu beijo

Em momentos de solidão me massageia a alma

Em momentos de amor a minha alma acalma

Linhas e traços perfeitos

Escultura que jamais se faz

Vestida de amor e sedução

Minha obra de arte, minha escultura e minha paz

By Everson Russo
evrediçõesmusicais
Direitos autoriais reservados lei 9.610 de 19/2/98
www.olivrodosdiasdois.blogspot.com


5 comentários:

Daniel Costa disse...

Renata

O poema é mesmo do género e do gosto do amigo Everson. É também prova da admiração que sempre teve por ti.
Beijos de amizade

Blue disse...

Como sempre, nosso Poeta Mineiro consegue descrever com perfeição em versos uma MULHER que é muito mais do que obra de arte.

Parabéns aos dois!

Beijo

Bell disse...

Quero te desejar uma Super Páscoa

bjokas =)

Jorge disse...

És lindaaaaaaa...
:)))

wcastanheira disse...

Lindo momento, belas expressões, gostei, amei, babei, q nossa PÁSCOA seja uma livre corrente de PAZ E AMOR renascendo em nossos corações, pra vc beijinhos e beijinhosssssssssss