sábado, 17 de maio de 2014

MÚSICA




MÚSICA

Meu amor, tem doces sonhos,
Apesar de a noite ter sido curta,
Nossos corpos falaram, cochicharam,
 E, acariciando-se, tanto se amaram.
E, agora, a lua, nossa aliada,
Varre as dunas da embriaguez.
Calma e confundida contigo,
Não posso deixar-te mais.
Quando o tempo nos faz sonhar com um beijo
Principia o que tem de ser e haver.




***


Há caminhos repletos e cheios de lágrimas,
Que lembram que o mar é a nossa mãe
Que, à noite, nele se refletem as estrelas.
Há caminhos que ficaram impermeáveis.
E debaixo da chuva é preciso um rasgo
Para que uma poça seja um tanto funda.


@ Renata Cordeiro

7 comentários:

Daniel Costa disse...

Renata

Ouvindo a canção, não podemos também de cogitar sobre o poema.
Sempre se apreciei pelo requintado gosto.
E passaram seis anos,
Beijos

Bandys disse...

Voce sempre escrevendo muito bem Renata,
As vezes essas lagrimas também afloram pelos meus olhos e eu deixo todas elas morrerem na minha boca, aí sinto o gosto salgado que minha boca quer adoçar.

Bom final de sabado cheio de paz e luz
Beijos

Célia Rangel disse...

Apaixonar-se... Amar... É vida que nos move a sermos felizes... Belo poema e tocante trilha sonora.
Abraços.

wcastanheira disse...

Bela e sensual....Beijinhos e beijinhoss

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Renata

Mais um belo hino de amor e ao amor que adorei ler.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

O amor ainda é um dos maiores fomentos da vida. Adorei apreciar este belo poema ao som desta linda melodia Renata.

Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado.

Zilani Célia disse...

OI RENATA!
VIM ATÉ AQUI, CONHECER TEU ESPAÇO E GOSTEI DO QUE ENCONTREI, ATÉ PORQUE TEUS VERSOS SÃO LINDOS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/