quarta-feira, 21 de maio de 2014

SONETO DE HOJE




SONETO DE HOJE

Impossível de ti ter dependência
Se nós somos um quando misturados
Se assim o dizes é sem sapiência.
Choras, porque te arrasta o teu passado.


Pensas em mim, apelos de carência
Da alma e do corpo sempre fatigados
Que parecem votados à querência
Pois um pedaço sente-se condenado.


O inferno, somos nós quem o criamos
Meu amor, ele está na Terra, aqui,
Se quisermos, meu bem, dele escapamos


Passou o que viveste, o que vivi
Ao diabo a dor! Que nunca mais soframos!
Nunca mais sem mim, nunca mais sem ti.


@ Renata Cordeiro


12 comentários:

LÍRIO SELVAGEM disse...

Que lindo... Adorei o seu cantinho.
Obrigada pela visita, beijos

São disse...

O inferno somos nós que o criamos...isso fez-me lembrar uma frase de Sartre(?) "O inferno são os outros"

Meu anjo, gostei imenso do poema e do vídeo.

Abraço grande, :)

Pipoca Arrumadinha disse...

Muito lindo!

Daniel Costa disse...

Querida Renata

Belo, quando verdadeiro! No amor há duas pessoas, emanadas numa, num só poder, numa confiança mútua.
Beijos

ReltiH disse...

EXCELENTÌSIMO SONETO.
UN ABRAZO

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Oi Renata! também acho que o céu e o inferno estão aqui, nós os criamos. Lindo o teu soneto, com ênfase para o quarteto abaixo:

Pensas em mim, apelos de carência
Da alma e do corpo sempre fatigados
Que parecem votados à querência
Pois um pedaço sente-se condenado.

Abraços e uma ótima noite.

Furtado.

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,Renata
Parabéns pelo lindo soneto...
A lógica de um amor , sem correspondência, é o seguinte: diante de tanto sofrimento na Terra, será que o inferno pode ser pior? E seria para lá que EU iria escapar...
Obrigado pelo carinho,bela noite, bela sexta feira,beijos!

wcastanheira disse...

__ Impossível de ti ter dependência
Se nós somos um quando misturados...Noooossa d++ a guria viajou legal, transbordou em imaginação e conclusão filosófica, fcou um mimo, uma belezura e merce beijinhos e beijinhosssssssssss

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Renata.. muito bem moldado como todos os versos que emanam de ti.. soneto é sempre soneto.. graças a Deus.. bjs de bom dia

Bell disse...

As vezes a gente nem se dá conta disto.

bjokas e um lindo fds =)

Blue disse...

Se for por dependência
não quero mais sentir carência
pois se a ti tenho
vou mais é continuar com o sonho!

Beijo

Alexandrino Sousa disse...


Olá Renata,

quem ama, sempre fica dependente..O amor, o desejo, as recordações, sempre nos levam ao encontro de outro, quantas vezes só em pensamento...

Beijos
Alex