terça-feira, 17 de junho de 2014

O FIM E O QUERER



O FIM E O QUERER

Vou partir não desta vida, deste mundo ou desta cidade.
Vou partir desta vaidade.
De um ser de quem não falo, tolinha!
Das verdades que se revelaram grandes mentiras.
Dos sonhos? Destes, não partirei jamais.
Vou partir enfim.
De uma coisa de que me revesti e não quero mais.
Vou partir simplesmente assim.
Largo tudo o que não vale
Vou partir de dentro de mim.
Sem despedidas, sem surpresas.
E quando eu decidir voltar,
Vou surpreender a mim
Serei esta e muitas outras com certeza.

@ Renata Cordeiro



Quero apenas cinco coisas.
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera
para que continues me olhando.

Pablo Neruda

14 comentários:

wcastanheira disse...

Uauau nova foto no perfil, lindinha, mimosinha.
__ Das verdades que se revelaram grandes mentiras.
Dos sonhos? Destes, não partirei jamais...Lindo momento, explêndido, profundo, adorei, amei, viajei, delirei e pra dxo beijinhos e beijinhosssss

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Renata.. temos sim que partir e lançar ao chão os véus da ilusão que escondem o nosso eu de nós mesmos.. bjs de bom dia amiga de versos

Lapidando Versos

Bell disse...

Re

Temos que partir de tudo que não faz bem.
Que assim seja

bjokas e um lindo dia =)

Célia Rangel disse...

Neruda & Renata deixam-nos lições de fragilidade de nossa vida e como deve ser nossa interação com a serenidade...
Abraço.

Marisa Alvim disse...

Oi,Renata
Partir de nós mesmos às vezes é a única forma de sermos felizes,pois quando voltamos ,percebemos que as pessoas também mudaram e que já podem realizar nossos sonhos.
Beijo

Bandys disse...

quando partimos temos o vazio que vem e logo é preenchido com coisa nocas. Adorei, Renata!

Bom feriado
Beijos

Daniel Costa disse...

Querida Renata

Em primeiro lugar é a nós mesmo que devemos surpreender!
Ter Pablo Neruda com complemento.
Um bom vídeo dá sempre prazer.
beijos

APENAS PALAVRAS disse...

Muitas das vezes abrimos mãos de tudo pra atingirmos o apogeu da felicidade... Embora a maior felicidade que possa existir é nos amar e cuidar dos interesses que nos faça apagar as trajetórias erradas... Traçando assim novos rumos no qual onde nao precisamos irmos a lugar algum... Lindo seu espaço ja estou a te seguir linda

APENAS PALAVRAS disse...

Obrigado linda por me seguir... bj linda te desejo toda felicidade do mundo.

Felisberto Junior disse...

Olá,Boa noite, Renata
... difícil decisão...quando temos tantos sonhos, tantas promessas, tantas declarações... ficamos perdidos dentro de si mesmo e não achamos a saída para seguir em frente...porém, a alma tem a necessidade de se afastar , respirar novos ares, perder se para se reencontrar...siga, certo ou errado, a luz de um olhar, mas que seja a luz do verdadeiro amor...
ah sim, adorei ler, também,P.Neruda...Obrigado pelo carinho,belo finde,beijos!

Evanir disse...

Queria ser um anjo,
Ter a bondade nas faces,
A sabedoria no olhar,
Saber sorrir, saber confortar,
Saber entender os aflitos, saber ensinar.
Ir ao encontro de todos, e a todos amar.
Queria somente ser um anjo
Que ama você e nada mais.
Um abençoado final de semana.
Beijos esses com todo carinho,
e o maior amor desse mundo.
PS..Perdoe pelo meu afastamento..
Sou apenas do grupo rosa,
não transmito dor transmito
apenas amor.
Evanir.
Amiga viver muitas vezes dói!!

ReltiH disse...

NERUDA: SIEMPRE INSPIRADOR. GRACIAS POR COMPARTIR.
UN ABRAZO

José María Souza Costa disse...


Olá.

Tudo de bom, para você.
E os meus desejos de um fim de semana, excelente.
Que a luz do Sol, aqueça os seus sonhos, e que o Criador, abençoe, os seus desejos, para que eles despertem e se concretizem.
Desejos meus, de Saúde sempre e Paz.
Abraços.

Alexandrino Sousa disse...



Olá Renata,

Adoro este poema de Pablo Neruda.

E quem não deseja pelo menos uma vez na vida se despojar do supérfluo, da vaidade, e ficar "limpo" e simples como tudo o que é belo?

Beijo
Alex