quarta-feira, 6 de agosto de 2014

ENTRE NÓS




ENTRE NÓS

Entre nós, não se soltam beijos,
se prendem, e as bocas aprendem.
Entre nós, não há termos
de compromisso.
Há compromisso de nos termos.
Entre nós, as mãos dadas
são tão dadas,
que nem são notadas.
Entre nós, as palavras
são tão loucas
que as nossas bocas,
só entre nós. 

@ Renata Cordeiro




12 comentários:

Bell disse...

tão bom....

bjokas =)

Eduardo Maria Nunes disse...

Entre nós só há apenas,
amizade virtual
no chão caíram penas
das asas da Águia real!

Caídas ficaram no chão,
deixaram a quem pena tem
triste dentro do peito o coração
menina morena lindos olhas tem!

Um beijo.

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Belo poema....
Intimidade, cumplicidade, ternura... qual delas traduz melhor o teu poema?
Posso te seguir?

Jorge disse...

Olá Renata;
Desculpa a minha ausência, mas o único responsável é o trabalho. Esta coisa de se ter três empregos tem as suas desvantagens!
Beijinhos

Pérola disse...

Me perdi neste 'entre nós' e por lá quero ficar...desaparecida.

Beijinhos

Daniel Costa disse...

Renata

O poema, pressupõe mesmo, mesmo amor. Por isso nada como ficar entre (NÓS),´que sente o apelo ao amos ao amor.
beijos

ReltiH disse...

ASÍ DEBEN SER: SENCILLAS ACCIONES. EXCELENTE!!
UN ABRAZO

Felisberto Junior disse...

Olá,Boa noite, Renata...
inegável de tão belo quando "entre nós" não se escondem nada...
Obrigado pelo carinho, belo finde,beijos!

São disse...

Excelente, Renata, excelente: amei!

Abraço grande com carinho:)

Bandys disse...

Oi Renata,

Tão meigo com palavras doces.
Adorei.
Beijos

wcastanheira disse...

Aqui entre nós...Ficou mimosinho seu post, quenntinho, deliciosinho adorei e dxo pra guria beijinhos e beijinhossssssssssssss

Ghost e Bindi disse...

Assim um grande amor se faz, naturalmente, espontaneamente, sem nem nos darmos conta que ele de nós já tomou conta.
Um grande abraço!

Bíndi e Ghost