domingo, 26 de outubro de 2014

HISTORINHA DE HALLOWEEN




HISTORINHA DE HALLOWEEN


Para este Halloween

Comprei uma quantidade enorme de guloseimas

Para deleitar todas as crianças que virão à minha casa

Logo ao cair da noite entre às seis e às nove horas

As crianças virão bater à porta da casa

Sob as máscaras as expressões de todas as personagens

Que pela inocência renascem das cinzas

Drácula virá com os dentes pontiagudos

Frankenstein me surgirá mais pálido do que nunca

Ah, como gostava de retornar à infância e voltar a ser

Como todas essas crianças

Mas mesmo vivida guardo em minha essência a eterna menina

A magia do Halloween nunca, jamais, é traída

Esquecida


Corujas que ululam Bruxas que rangem seus dentes ausentes

Espreitam-nos na passagem

Prestemos atenção

Escutemos!


@ Renata Cordeiro


4 comentários:

Jorge disse...

Por cá o Halloween pouco se comemora, é uma tradição antiga que infelizmente caiu em desuso.
Beijinho, lindona!

Edumanes disse...

Nessa linda historinha!
de guloseimas repleta
com a sua palavrinha
bem ficou ela completa.

A transbordar de boa vontade,
quando vai a sua casa qualquer criança
sempre bem recebida com humildade
com carinho e sorrisos de esperança.

Mas não volta não a ser,
quem já foi a ser criança
deve pois continuar a viver
com fé e muita esperança!

Bom domingo, um beijo amiga Renata.
Eduardo.

Coluna da Mi disse...

Não sei em que país tu mora Renata (deve ser Estados Unidos) mas eu, infelizmente, nunca tive essa memória de infância porque no Brasil não temos esse costume das crianças saírem brincando fantasiadas nas noites de Halloween. Tem gente que sequer sabe o que é isto e ainda demoniza, aff!
Mas dentro de uma gótica existe sempre a magia do Halloween viva! :)
Beijos querida.

MARILENE disse...

Nossa cultura não alimentou essa comemoração. Quando a vejo em filmes, considero-a divertida e bela. Para as crianças, é uma festa. E para os adultos, também, já que recebem sorrisos infantis, contagiantes. Bjs.