segunda-feira, 30 de junho de 2014

TUDO POR AMOR



TUDO POR AMOR


A noite se faz manhã

Para mostrar que o amor não pára, continua

Está escrito no chão, nas estrelas e no coração

Juntos, nós somos, estamos



Todas as páginas que viramos

Cada lição que aprendemos

Enfim, nos libertam e prendem

O amor é certo e nunca errado



Sei, sabe que podemos dizer que demos tudo

Demos tudo por amor

Em cada passo, carinho, demos o corpo e a alma

Demos tudo por amor... tudo por amor



Em silêncio, eu falo

O que palavras jamais poderiam dizer,

Mesmo estando lado a lado:

Já encontramos o caminho.


@ Renata Cordeiro

quinta-feira, 26 de junho de 2014

DEPOIS DE TANTAS...



DEPOIS DE TANTAS...


Depois de tantas andanças e ciganice,

enraizei-me em ti, com desejos desconhecidos.

Sou uma incorrigível poeta  e dou evasão aos sonhos.

A tua fisionomia está definitivamente nos meus pensamentos  e nas visões da noite.

Vivo buscando e inventando imagens de nós dois,

tentando sossegar as minhas mãos

ansiosas pelo toque da tua pele ,

querendo beijar mansamente o teu lindo par de olhos,

o teu sorriso criança, nos lábios de sabor inconfundível que me enloquecem.

 In.quieta.

@ Renata Cordeiro



domingo, 22 de junho de 2014

VOU CONTIGO



VOU CONTIGO


Quando estou só, eu sonho com o horizonte, e me faltam as palavras.

Não há luz numa sala sem sol

E não há sol se não estás comigo.

De cada janela, me abres o coração, o coração que tu conquistaste.

Em mim derramaste a luz,

A luz que havia à beira da estrada.



Vou contigo

A lugares que eu nunca vi nem estive

Agora, eu tenho, vou navegar em barcos pelos mares,

Mares que já não existem,

Vou contigo.



Quando estás distante, eu sonho com o horizonte e me faltam as palavras.

E é claro que eu sei que estás comigo.

Tu, minha lua, estás comigo.

Meu sol, tu estás aqui comigo.



Vou contigo

A lugares que eu nunca vi nem estive

Agora, tenho, vou navegar contigo em barcos pelos mares,

Mares que já não existem.



Vou revivê-los contigo

Vou contigo em barcos pelos mares

Mares que já não existem.

Vou revivê-los contigo

Vou contigo.


Tu e eu.

terça-feira, 17 de junho de 2014

O FIM E O QUERER



O FIM E O QUERER

Vou partir não desta vida, deste mundo ou desta cidade.
Vou partir desta vaidade.
De um ser de quem não falo, tolinha!
Das verdades que se revelaram grandes mentiras.
Dos sonhos? Destes, não partirei jamais.
Vou partir enfim.
De uma coisa de que me revesti e não quero mais.
Vou partir simplesmente assim.
Largo tudo o que não vale
Vou partir de dentro de mim.
Sem despedidas, sem surpresas.
E quando eu decidir voltar,
Vou surpreender a mim
Serei esta e muitas outras com certeza.

@ Renata Cordeiro



Quero apenas cinco coisas.
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera
para que continues me olhando.

Pablo Neruda

sexta-feira, 13 de junho de 2014

EU VEJO VOCÊ O TEMPO TODO





EU VEJO VOCÊ O TEMPO TODO

Eu vi você em vários carros no trânsito. Atravessando a rua.

Também dentro das lojas, eu vi você conversando com as pessoas.

Tinha flores nas mãos, andava só na praia, riaaaaaaaa

Eu vi você no ônibus que passou, namorando.

Eu vejo você em muitos lugares. Vejo muito.

Mas na real não é você. É só a minha vontade de ver.

Minha imaginação. Desejo.

Cada um vê o que quer.

@ Renata Cordeiro




segunda-feira, 9 de junho de 2014

SEU CORPO




SEU CORPO

Mais uma vez,
fingindo dormir,
como que me chamando,
Vem.
Seu corpo nu, a seda, lençóis,
chego devagar.
Seu corpo
me atrai, um imã.
Eu sei, e me mostro,
me espalho, me solto,
me viro e me abro...
Lasciva, me deixo.
Sua pele queimada de sol,
seu cheiro,
um jeito só seu de se deitar,
me adivinhando.
Seu toque
me excita,
me envolve, me engole.
Seu corpo entende,
se lança,
transpassa o prazer da minha urgência,
se mistura ao meu mar,
ofegante,
se entrega,
explode em mim.

@ Renata Cordeiro

sexta-feira, 6 de junho de 2014

ETERNO


ETERNO

Procuro por ti
Na criança que ri inocente
Nas folhas que se perdem
Levadas pelo vento
Nas estrelas que despontam
Uma a uma na imensidão!
E é em mim,
Que sempre te encontro!
Onde os teus olhos
Nunca disseram adeus
Em cada lembrança...
Ensinando-me o sentido da vida
Tentando explicar-me
Que nada é para sempre
Mas que tudo é eterno.
 @ Renata Cordeiro

terça-feira, 3 de junho de 2014

SOFRIMENTO



SOFRIMENTO

Em teu sofrimento
Já não vês a luz
No lugar do pranto
Ponho essas flores
Do luar ao nascente.
Tu umedeces o seu perfume
Sou a flor da tua felicidade
Vem com ternura,
E te desvelarei a minha essência*

@ Renata Cordeiro

domingo, 1 de junho de 2014

O PIANO







O PIANO

Ele me vê sozinha
A mim e ao meu piano

Sou mulher sonhadora
Cheia de fantasias

Minha beleza ilumina
Tudo em mim é harmonia

Nesta noite o piano
Abandona-se à vontade

De um místico músico,
Promessa de felicidade

A noite me olha com mil olhos
O piano é mágico

@ Renata Cordeiro