domingo, 18 de janeiro de 2015

VOU CONTIGO



VOU CONTIGO


Quando estou só, eu sonho com o horizonte, e me faltam as palavras.

Não há luz numa sala sem sol

E não há sol se não estás comigo.

De cada janela, me abres o coração, o coração que tu conquistaste.

Em mim derramaste a luz,

A luz que havia à beira da estrada.



Vou contigo

A lugares que eu nunca vi nem estive

Agora, eu tenho, vou navegar em barcos pelos mares,

Mares que já não existem,

Vou contigo.



Quando estás distante, eu sonho com o horizonte e me faltam as palavras.

E é claro que eu sei que estás comigo.

Tu, minha lua, estás comigo.

Meu sol, tu estás aqui comigo.



Vou contigo

A lugares que eu nunca vi nem estive

Agora, tenho, vou navegar contigo em barcos pelos mares,

Mares que já não existem.



Vou revivê-los contigo

Vou contigo em barcos pelos mares

Mares que já não existem.

Vou revivê-los contigo

Vou contigo.


Tu e eu.

7 comentários:

vendedor de ilusão disse...

Sonho de quem ama é assim:deixa-se levar ansiosamente, sem medir consequências, chegando a navegar por mares desconhecidos para ter ao lado a quem ama...

Nilson Barcelli disse...

Um belo poema de amor.
Gostei imenso.
Beijo, querida amiga Renata.

Daniel Costa disse...

Querida Renata

Pelo que gostei, "vou contigo". Cadência maravilhoso.
Desde que nos comentamos, também senti necessidade a parei uns dias.
Beijos

Edumanes disse...

Para onde fores vou contigo,
contigo irei para onde quiseres
na tua sinceridade acredito
porque tão lindos poemas escreves!

Desejo para você Renata, uma boa tarde, um beijo.
Eduardo.

ReltiH disse...

ME ENCANTASTE!!!!
BESOS

Yehrow, Adônis, ou quem quiser eu seja. disse...

Doce é sonhar sonhos assim...

São disse...

E eu vou consigo, querida Renata, porque aprecio muito a sua poesia ...


Beijinhos, querida