quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

ETERNA ARTE, POEMA DE DANIEL COSTA

“Crimson: Woman Crying”, por Horácio Cardozo, Fine Art América.

ETERNA ARTE
A arte é eterna
Não tem sexo
Ainda que moderna
Mesmo a que se chama Déco
Arte há em tudo
Sempre eterna
O nosso mirar
Mesmo a moderna
Será perpetuada pelo olhar
Sendo assim, vejamo-la eterna
Pensemos no nu feminino
A paleta do pintor
O tornou divino
A arte nunca será gratuita
Eternizará o modelo, o pintor
O modelo transformará
Num hino de louvor
Os deuses aprovarão
A natureza desse favor
A mulher fica sempre bela
Muitos séculos volverão
Vejam, olhem a tela
Como a mulher se pintou
Perece sempre singela
O deus da arte que invocou
A perpetuou bela
Em toda a parte a mulher
É obra de arte, o homem olhou
Foi Deus
Foi Deus quem a criou

Daniel Costa
 
http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com.br
 
 

3 comentários:

ReltiH disse...

GUAU... LINDISIMO POEMA!!!
ABRAZOS

Daniel Costa disse...

Querida Renata, tenho o poema como dos jeitosos que escrevi, não obstante a minha mente ainda estar com falhas, ainda eu já me julgando bem. Na verdade não estava. A sentir o hoje, ainda estava longe do objetivo. no entanto já agia como se tivesse o topo.
Obrigado por me dares a oportunidade de mo fazeres reviver. Está no meu primeiro livro de poesia: POEMAS DE UM HOMEM SÓ.
Beijos

MARILENE disse...

Que belo esse poema do Daniel! Você lhe prestou uma homenagem e nos deu a oportunidade de conhecer versos dele que ainda não havia lido, apesar de ser sua seguidora. O vídeo é encantador. Bjs.