terça-feira, 3 de maio de 2016

MÃE



MÃE

Palavras, calas, nada fiz
Estou tão infeliz
Falasses, desses, visses não
Imensa solidão

Eu sou um Rei que não tem fim
Que brilhas dentro aqui
Guitarras, salas, vento, chão
Que dor no coração

Cidades, mares, povo, rio
Ninguém me tens amor
Guitarra, salas, colos, ninhos
Um pouco de calor

Eu sou um homem tão sozinho
Mas brilhas no que sou
E o teu caminho e o meu caminho
É um nem vais nem vou

Meninos, ondas, becos, mãe
E só porque não estais
És para mim que nada mais
Na boca das manhãs

Sou triste, quase um bicho triste
E brilhas mesmo assim
Eu canto, grito, corro, rio
E nunca chego a ti

Caetano Veloso




12 comentários:

Mariazita disse...

Olá, Renata
Como vou passar o final-de-semana em casa da minha filhota esta passagem é rápida como o voo duma andorinha …
A Mulher que não é Mãe… é filha… portanto, tem ou teve Mãe.
Por isso, seja na qualidade de filha, seja na condição de mãe… tem sempre motivo para festejar o DIA DAS MÃES.
Desejo que o “seu” seja muito feliz junto de sua linda família.

Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Renata...
algumas músicas a gente ouve, ouve e não consegue entender bem a letra, algo muito especial ... no entanto, podemos dizer que ser feliz como a nossa mãe sempre quis, resiste a toda tristeza,mesmo acusando saudade e recordações no Dia das Mães- Guitarras, salas, vento, chãoQue dor no coração- mas,logo chegaremos lá onde ela estiver -E nunca chego a ti
...ps: 8 maços? Sério,isso!
Obrigado pelo carinho,belo domingo,Dia das Mães,belos dias,beijos!

Jaime Portela disse...

O Caetano fez grandes canções com grandes poemas.
Magnífica escolha, gostei imenso.
Bom fim de semana, querida amiga Renata.
Beijo.

Daniel Costa disse...

Renata
Poema e canção, estupendos. O mais interessante é que se adaptam, certo modo, à mãe que afinal és.
Beijos

✿ chica disse...

Adorei a música! Lindo e feliz domingo pra ti! beijos, chica

Rosa Alentejana disse...

Especial é o termo certo para cada palavra, para a música...Num todo, amei!
Obrigada por partilhares
Beijinhos linda!

São disse...

Já estive com alguém que visitou a mãe de Caetano por duas vezes e ficou com uma excelente impressão da senhora. pelo que merece esta homenagem, sim


Beijinhos, meu bem

Walker Moovin disse...

O amor de mãe é o combustível que capacita um ser humano comum a fazer o impossível.
Linda msg... big bj

Pedro Luso disse...

Renata,
O que sse poderia querer de melhor que essa sua postagem, para tão importante homenagem? Parabéns.
Abraços.
Pedro.

Victoria disse...

Una bellisimo video acompañados de unos versos llenos de ternura y amor

Como una madre no hay nada en el mundo,,por desgracia perdí a la mia hace años y no hay dia que no la recuerde!!

Gracias por compartir
Abrazos Victoria

Bandys disse...

Ola Renata,
Somos amor, moça. E o mundo às vezes não entende. O mundo só pergunta, sem saber que nosso corpo inteiro já é resposta.
Linda poesia,
Boa semana de luz.

Táxi Pluvioso disse...

Um bom Natal.