terça-feira, 29 de março de 2016

VOU CONTIGO



VOU CONTIGO


Quando estou só, eu sonho com o horizonte, e me faltam as palavras.

Não há luz numa sala sem sol

E não há sol se não estás comigo.

De cada janela, me abres o coração, o coração que tu conquistaste.

Em mim derramaste a luz,

A luz que havia à beira da estrada.



Vou contigo

A lugares que eu nunca vi nem estive

Agora, eu tenho, vou navegar em barcos pelos mares,

Mares que já não existem,

Vou contigo.



Quando estás distante, eu sonho com o horizonte e me faltam as palavras.

E é claro que eu sei que estás comigo.

Tu, minha lua, estás comigo.

Meu sol, tu estás aqui comigo.



Vou contigo

A lugares que eu nunca vi nem estive

Agora, tenho, vou navegar contigo em barcos pelos mares,

Mares que já não existem.



Vou revivê-los contigo

Vou contigo em barcos pelos mares

Mares que já não existem.

Vou revivê-los contigo

Vou contigo.


Tu e eu.

quarta-feira, 23 de março de 2016

O FIM E O QUERER********



O FIM E O QUERER******** 

Vou partir não desta vida, deste mundo ou desta cidade.
Vou partir desta vaidade.
De um ser de quem não falo, tolinha!
Das verdades que se revelaram grandes mentiras.
Dos sonhos? Destes, não partirei jamais.
Vou partir enfim.
De uma coisa de que me revesti e não quero mais.
Vou partir simplesmente assim.
Largo tudo o que não vale
Vou partir de dentro de mim.
Sem despedidas, sem surpresas.
E quando eu decidir voltar,
Vou surpreender a mim
Serei esta e muitas outras com certeza.

@ Renata Cordeiro



Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera
para que continues me olhando.

Pablo Neruda

quarta-feira, 16 de março de 2016

PORQUE TE AMO



PORQUE TE AMO




Eu te amo porque sim


Eu te amo por te ver


Porque te sinto em mim


Quando o mar beija a areia


A areia se sente amada


Cada vez que me olhas


Parece que me tocas


Eu me sinto adorada


Queria estar ao teu lado,


Poder olhar-te nos olhos,


Poder chegar ao teu coração,


Mas acima de tudo poder dizer-te,


Baixinho, no teu ouvido:


Querido, eu te amo!


Tu és a minha fonte


Em que vou beber água


Em que mato a sede


Em que os meus desejos


Se transformam em realidade


Em que tudo o que é belo


É consentido


E o que eu sinto


Vivido com intensidade


Eu te amo por seres quem és


Eu te amo por te ver


Pela chama ardente dos teus olhos


Eu te amo porque te sinto em mim


Simplesmente porque sim


domingo, 13 de março de 2016

DECLARAÇÃO




DECLARAÇÃO

Tenho por ti amor

Mas não te posso falar

Porque de mim te afastarias

Calos na alma de tanta dor?

O que é pior

O medo de sofrer ou não amar?

Se te entregasses, tu o saberias

Quem na vida não ama

Só passa por aqui, não deixa rastos

Mas o corpo sempre clama

Por carinhos, abraços

Ao menos por uma vez, tenta

Se não tentares, não saberás

O que eras, de novo, serás


No mar não haverá tormenta.



quinta-feira, 10 de março de 2016

AMOR - TUDO O QUE SE QUER



AMOR - TUDO O QUE SE QUER

O amor toca a todos
Na sua melhor forma ou pior
Todos sentem
Tantos sofrem
Há os que esperam
E aqueles que têm sorte.
Há os que ficam e não acrescentam nada
Enquanto os que foram deixaram tudo
Há os amores platônicos
E os amores escondidos
Amores de agora
De toda uma vida
Há dores que passam
Outras que viram ferida
Há sonhos que se esfacelam
Outros se realizam
O amor sempre toca
A chaga nem sempre perfura
A saudade sempre insiste
E o que é verdadeiro sempre dura.

@ Renata Cordeiro



sábado, 5 de março de 2016

ODE*



ODE*

Como premissa, há o direito à ordem e à harmonia em nosso espírito. Em seguida, à família, à comunidade, e, enfim, ao Reino. É quando alcançamos paz e harmonia.
CONFÚCIO (551-479 a.C.)

Nós que nascemos
Nos campos
Longe das cidades,
Com rostos mutantes,
Temos o direito de sangue
Que ninguém pode vender,
E uma alegria secreta
Que ninguém pode exprimir.
Pois somos todos irmãos
Das coisas nobres
Das asas brancas, da gaivota,
Da pescada e do salmão,
Do touro e do cavalo,
Do renascer da fênix
E do perfume do lírio.
O brio das árvores,
A rapidez das correntes,
A magia das geleiras
Afeiçoaram os nossos sonhos:
Nem uma só visão maligna
Preenche-nos o espírito.
Nós que caminhamos em frente
Pelas colinas nuas

® Renata Cordeiro




terça-feira, 1 de março de 2016

REFLEXO





REFLEXO


Voltado para o rio

Espelha meu reflexo

Há sol nos meus olhos

Orvalho nos meus cabelos

Sobre um leito transparente

De espumas e rochedos

Numa doce manhã

Para-além dos caminhos

Do perfume inebriante

E o delicado das flores

Selvagens qual doce mel

Uma corrente comum desencadeada

Passa pelo traço da minha imagem

Quantas folhas douradas,

Decorando os bosques

As grandes árvores mostram sua perfeita silhueta

Ao doce reflexo da imagem cujos contornos

Me libertam dos pensamentos

Vivi intensamente